Peito de aço


"— E quando você sentir medo, pegue ele do seu coração com a sua mão e esconda atrás de você!!"

Era assim que minha mãe me dizia quando eu era criança e sabia que eu estava com medo de enfrentar qualquer dificuldade .
Eu fazia questão de fazer todo o gesto: com a mão esquerda (sou canhota) pegava o medo do meu peito escondia na mão fechada e colocava as mãos para trás.
Depois que eu fazia isso, eu era mais do que tudo, o medo não existia.
E foi assim que me tornei uma pessoa destemida.
Demais para meu gosto e pior, para o gosto das pessoas que adoram vencer as pessoas pelo medo.
Eu não tinha mais medo de nada e quando tinha, lembrava de minha mãe dizendo que eu deveria enfrentar todos os meus medos e assim eu fazia.
Com o tempo e muitas pauladas, muitos tapas na cara e muitas facadas nas costas entendi que não basta ter coragem para viver nesse mundo.
Aliás, não é todo mundo que cresce aprendendo a admirar pessoas que tem coragem, pelo contrário, pessoas sem coragem de fazer coisas boas, pegam pessoas corajosas para humilhar, tentar destruir, ou seja, usam sua coragem para coisas sem sentido. 
Conheço aos montes.
Acontece que além de coragem, modéstia nunca foi meu forte, sempre fiz questão de mostrar e falar mto bem coisas a meu respeito e taí outra coisa que pessoas inseguras não gostam.
E foi com a coragem que minha mãe me ensinou a ter que já me vi na frente do Prefeito reclamando meus direitos, que já fui a fóruns reclamar  de perseguições, que arrumei muitos desafetos também.
Então, depois de muito sofrer, 8 meses afastada do meu trabalho, "doente" onde diziam que eu era incapaz de viver que eu entendi que minha coragem não servia para nada se eu não soubesse usá-la para meu bem e não apenas para enfrentar tudo.
Afinal, destemida como eu era e leoa como sou adotava o problema de todos, defendia a todos os 'impossibilitados' de fazer.
Tomei no cu!!!
Quando tive problemas, eles eram só meus.
Agora a minha coragem é minha e eu uso ela para mim, quando me fizer bem.
Muitas vezes me pego falando comigo :
"Que lindo Roberta, fica revoltada mesmo, é crueldade demais, é horrível tudo isso, mas lembre-se, ajude no que você PODE e deixe a pessoa SE AJUDAR no que ela pode". 
Ou quando a injustiça é comigo eu simplesmente me pergunto: "O que vc vai ganhar querendo provar ao mundo q ele está errado? Vai mudar sua vida de verdade? Vai lhe trazer grandes benefícios? Se não fizer vai perder muitas coisas?"

Acreditem, eu não me fazia essas perguntas.
Eu era a Mulher Maravilha com o peito de aço e braceletes poderosos!.

Um dia entendi que peito de aço e os braceletes não lhe impedem de perder uma perna ou um braço.
Perdi muitas coisas, até a mim mesma por um tempo.
A Mulher Maravilha precisou de uma identidade falsa e hoje ela aparece apenas em situações inevitáveis...

...Hoje me lembrei de minha mãe novamente.
Três anos de autismo e eu não tinha coragem de comprar brinquedos para meu filho em datas especiais.
Ele ganha presentes bons na instituição que frequenta, não liga para muitos deles e evitar dar presentes me evitava a dor de ver a sua rejeição para o nosso mundo.
Fugi!!!
O peito de aço falhou, coincidentemente na época em que eu fui atropelada pelos acontecimentos mais tristes em minha vida.
Fiquei fugindo do confronto por 3 anos.
Mas existem horas de tirar a identidade secreta e deixar a Mulher Maravilha aparecer.

Não sei lhe dizer se dói mais não ter dinheiro para comprar um presente para um filho ou ter dinheiro para comprar e não ter certeza de que isso vá fazer uma diferença em sua vida.
Como eu já passei pelos dois, digo que ter o dinheiro e ver um filho totalmente alheio ao seu agrado é de uma dor sem fim.
Hoje eu fui a uma loja e comprei um presente do dia das crianças para meu filho.
Comprei um presente "caro", nada chinês, nada vagabundo.
E só consigo pensar em como vai ser a carinha dele depois que EU tirar o papel de presente e mostrar para ele o que é.

Gosto de ter aprendido com a minha mãe a enfrentar meus medos.
Eu só precisava aprender com a vida que nem sempre é preciso enfrentar o mundo, dar murro em ponta de faca, ser uma super heroína para ser alguém e conseguir ser feliz.

Missão Cumprida!!!
Share |

1 comentários:

Juliana Firmino on 11 de outubro de 2012 16:28 disse...

Nunca fui ligada nesse lance de presentes mas sei bemmmm o tamanho dessa dor... por isso hj em dia meus presentes são superficiais do tipo q eu sei q manu irá curtir e q de alguma forma irei alcança-lá, ano passado por exemplo de aniversário dei a ela 3 dias em Barequeçaba, tudo de bommmm!!!! ( esse nem foi tão superficial ) rsrs mas já dei uma tarde no parque, um passeio no cinema... esse ano de dia das crianças farei uma mini festinha com decoração e comes e bebes q ela gosta e tbm com convidados q ela curte... mas esse maldito lado consumista ainda mora em mim, queria dar a ela uma barbie das mais caras, um brinquedo que me endividasse por uns 12 meses... como eu sou tonta né?? kkkkkkkkkk
Ro eu espero q o Art curta o presente, mas se não curtir aprecie o ensinamento do momento e nada mais, eu sinto inveja deles pq muitas vezes me acho futil necessitando de tanta coisa material desnecessária...
Feliz dia das crianças pra esse menininho de ouro e pra mamãe maravilhosa q ele tem...
bjooooooosss

O Meu Melhor

Desde o começo

Blog Archive

 

Viagem de mãe ♣ ♣ ♣ Mamanunes Templates ♣ ♣ ♣ Inspiração: Templates Ipietoon
Ilustração: Gatinhos - tubes by Jazzel (Site desativado)