Um passo para trás e dois para frente


Ricardo, meu irmão Guerreiro
Já pararam para pensar o quanto e vida é estranha e intrigante?? (Claro q sim).
Pois é, eu como sou alguém que detesta perder algo que julgo bom na minha vida sempre acabo me surpreendendo com ela.
Ela nos apronta cada uma e somente depois que o susto passa é q a gente compreende as coisas.
Uma das coisas que mais me intriga na vida é o quanto a vida da gente melhora depois que coisas desagradáveis nos acontece.
Pode até ser que o sofrimento deixe nossa percepção das coisas um tanto mais aguçadas, pode ser também o crescimento pessoal que elas nos trazem, mas uma coisa é certa: a vida fica boa surpreendentemente.
Quando engravidei de minha filha, eu não tinha um rumo certo, não pensava no futuro e sequer me preocupava com ele. Depois que ela chegou em minha vida, assumi o meu destino sempre colocando a felicidade dela na frente.
Qdo engravidei do meu filho, eu não tinha nada.
Tê-lo trouxe um sentido imensurável para minha vida e eu nem posso precisar o quanto.
Ainda assim, depois de ser mãe eu consegui perder-me de mim e quando menos esperava veio o autismo.
Junto com ele viriam muitas descobertas, muitas mudanças e muitos recuos tbm.
Foi daí para frente que eu entendi o verdadeiro sentido da frase que diz que às vezes devemos dar um passo para trás para poder dar dois para frente.
Pq no meio de tantas alegrias q tenho e recebo na minha vida, tem uma história de dor, de sofrimento e graças a Deus, de superação.
Devo dizer q superação sempre fez parte da minha vida.
Desde muito pequena eu já superava e surpreendia a todos. Afinal, com meses ainda, enfrentei uma pneumonia gravíssima, precisei drenar meu pulmão direito e sobrevivi.
Hj eu tenho essa sensação.
Mais um dia de superação, mais uma batalha vencida.
No meu caso eu não tenho mais meu filho, aquele eu engravidei e blablabla.
Hj é um assunto superado, estamos adaptados e crescemos.
Eu sinceramente não trocaria a vida que eu tinha antes pela de agora com o Artur. Talvez seja egoísmo da minha parte dizer q prefiro um filho autista, mas eu sigo a premissa de que tudo em nossas vidas é necessário, seja para mim, seja para ele. Estamos crescendo.
E é por isso que eu falo sobre dar um passo para trás e dois para a frente.
Pq qdo levamos o "susto" tudo ficou muito ruim, tudo ficou muito triste, escuro e impossível de trazer felicidade.
Hj, somos especiais, únicos e apaixonadíssimos um pelo outro. Somos unidos pela alma.
O Ricardo meu irmão tbm.
No começo do mês agora ele ficou muito mal, com uma pneumonia grave, passou duas semanas na UTI lutando pela vida.
Foi um recuo e tanto.
Foi mais um passo para trás e os dois para frente tbm vieram.
Acreditam que ele sempre respirou com ajuda de oxigénio e que um belo dia, do nada, ele passou uma tarde inteira respirando sozinho, com uma saturação 90? [isso significa uma respiração perfeita]. E se não estou enganada, tem 10 dias q ele está assim, respirando sozinho.
Quem explica? Ninguém! Quem justifica? Ninguém!! Quem acredita?
Quem tem fé. E não dá pra dizer q veio um progresso com a pneumonia e por enquanto, não dá pra dizer q não foi bom.
Por isso eu aprendi q na vida é importantíssimo dar um passo para trás pq isso pode significar dois passos para a frente.
Por isso eu estou TENTANDO aprender a PERDER e CEDER.
E a vida vai mostrando até qdo tudo isso vale a pena.



Continue >>>
Share |

O Meu Melhor

Desde o começo

Blog Archive

 

Viagem de mãe ♣ ♣ ♣ Mamanunes Templates ♣ ♣ ♣ Inspiração: Templates Ipietoon
Ilustração: Gatinhos - tubes by Jazzel (Site desativado)