Um passo para trás e dois para frente


Ricardo, meu irmão Guerreiro
Já pararam para pensar o quanto e vida é estranha e intrigante?? (Claro q sim).
Pois é, eu como sou alguém que detesta perder algo que julgo bom na minha vida sempre acabo me surpreendendo com ela.
Ela nos apronta cada uma e somente depois que o susto passa é q a gente compreende as coisas.
Uma das coisas que mais me intriga na vida é o quanto a vida da gente melhora depois que coisas desagradáveis nos acontece.
Pode até ser que o sofrimento deixe nossa percepção das coisas um tanto mais aguçadas, pode ser também o crescimento pessoal que elas nos trazem, mas uma coisa é certa: a vida fica boa surpreendentemente.
Quando engravidei de minha filha, eu não tinha um rumo certo, não pensava no futuro e sequer me preocupava com ele. Depois que ela chegou em minha vida, assumi o meu destino sempre colocando a felicidade dela na frente.
Qdo engravidei do meu filho, eu não tinha nada.
Tê-lo trouxe um sentido imensurável para minha vida e eu nem posso precisar o quanto.
Ainda assim, depois de ser mãe eu consegui perder-me de mim e quando menos esperava veio o autismo.
Junto com ele viriam muitas descobertas, muitas mudanças e muitos recuos tbm.
Foi daí para frente que eu entendi o verdadeiro sentido da frase que diz que às vezes devemos dar um passo para trás para poder dar dois para frente.
Pq no meio de tantas alegrias q tenho e recebo na minha vida, tem uma história de dor, de sofrimento e graças a Deus, de superação.
Devo dizer q superação sempre fez parte da minha vida.
Desde muito pequena eu já superava e surpreendia a todos. Afinal, com meses ainda, enfrentei uma pneumonia gravíssima, precisei drenar meu pulmão direito e sobrevivi.
Hj eu tenho essa sensação.
Mais um dia de superação, mais uma batalha vencida.
No meu caso eu não tenho mais meu filho, aquele eu engravidei e blablabla.
Hj é um assunto superado, estamos adaptados e crescemos.
Eu sinceramente não trocaria a vida que eu tinha antes pela de agora com o Artur. Talvez seja egoísmo da minha parte dizer q prefiro um filho autista, mas eu sigo a premissa de que tudo em nossas vidas é necessário, seja para mim, seja para ele. Estamos crescendo.
E é por isso que eu falo sobre dar um passo para trás e dois para a frente.
Pq qdo levamos o "susto" tudo ficou muito ruim, tudo ficou muito triste, escuro e impossível de trazer felicidade.
Hj, somos especiais, únicos e apaixonadíssimos um pelo outro. Somos unidos pela alma.
O Ricardo meu irmão tbm.
No começo do mês agora ele ficou muito mal, com uma pneumonia grave, passou duas semanas na UTI lutando pela vida.
Foi um recuo e tanto.
Foi mais um passo para trás e os dois para frente tbm vieram.
Acreditam que ele sempre respirou com ajuda de oxigénio e que um belo dia, do nada, ele passou uma tarde inteira respirando sozinho, com uma saturação 90? [isso significa uma respiração perfeita]. E se não estou enganada, tem 10 dias q ele está assim, respirando sozinho.
Quem explica? Ninguém! Quem justifica? Ninguém!! Quem acredita?
Quem tem fé. E não dá pra dizer q veio um progresso com a pneumonia e por enquanto, não dá pra dizer q não foi bom.
Por isso eu aprendi q na vida é importantíssimo dar um passo para trás pq isso pode significar dois passos para a frente.
Por isso eu estou TENTANDO aprender a PERDER e CEDER.
E a vida vai mostrando até qdo tudo isso vale a pena.



Continue >>>
Share |

O meu Deus é o Deus dos milagres


A vida de uma mãe especial é cheia de incertezas, isso é fato!!
Enquanto algumas prendem-se ao fato de querer q a existência de seus filhos seja a maior possível, outras se perguntam o q serão de seus filho já q a sua existência não é tão longa assim.
O inevitável nisso tudo é a FÉ.
Eu falo sobre a esperança, a vontade de q dê certo, em acreditar q sempre existirá uma solução para tudo.
Eu sempre fui uma pessoa problemática com a minha fé.
Eu não tinha fé em nada.
Tinha minha religião, tinha minha crença, tinha tudo o q eu achava que precisava para ter fé.

Mas depois de tantas coisas na minha vida, aprendi q a FÉ não tem nada a ver com a sua crença, com religião nem nada.
A sua FÉ é quem vc é.
A fé é o q te alimenta.
E eu só descobri isso muito tarde.
Eu só descobri q ter fé é importante para se continuar vivendo.
Mas ainda assim, às vezes eu questiono a minha fé.
Qdo soube q eu tinha um filho com espectro autista, eu zerei todos os meus sonhos, todas as minhas esperanças, não fiz planos de nada, só corri atrás de um tratamento adequado, de qualidade de vida para ele, só queria ver meu filho se desenvolver.
Eu nunca acreditei numa cura milagrosa, aliás, qdo alguém vinha me dizer isso eu achava estranho, eu só queria e quero meu filho bem.
Eu sempre achei q se Deus quis as coisas assim, q se as coisas estavam acontecendo dessa maneira, eu não tracei metas e não criei expectativas, até já disse isso aqui.
Mas eu acreditava q tudo poderia dar certo e fiz por onde.
Artur era uma criança q não fazia nada, sequer sorria e como uma louca, passei a investir nesse sorriso, diariamente.
Os resultados foram aparecendo, diariamente tbm.
E hj, perto dos seus 3 anos, ele ainda não fala, mas a comunicação entre nós é maravilhosa.
Artur não tomava conhecimento do mundo a sua volta. Sequer olhara para as pessoas. Atender ao chamado dos pais então, era uma utopia.
Hj, qse uma ano depois do diagnóstico, Artur se desenvolveu de uma maneira surpreendente,
Meu filho hj bate palmas, sorri, aprende as coisas q a gente o ensina, dentro de suas limitações, claro.
E meu filho me dá beijos.
Houve um dia q eu achei q isso nunca fosse acontecer.
Q ele jamais nos compreenderia e nos daria um beijo.
Eis q um belo dia, de tanta fé q eu tinha, de tanto insistir, olhei pra ele e disse:
Dá um beijo na mamãe??
E fui surpreendida por um agarrão e um beijo bem gostoso.

Ter um sonho realizado não tem preço. Alcançar um objetivo é ter um troféu e o meu é esse beijo gostoso.
Esse tipo de coisa é o q move uma mãe especial, acreditar no melhor, na melhora, milagrosa ou não.
Nunca disseram q meu filho não me beijaria, mas já disseram q ele poderia não andar, q ele poderia não falar e q ele poderia nunca 'estar em nosso mundo' e a cada dia eu vejo q esse 'poderia' é uma palavra tão dolorosa, mas não tão certeira como parece e nos afeta.
Aqui, registro meus sonhos, minhas expectativas, minhas esperanças e minhas concretizações. Para aquela mãe q não tem esperança, para aquela mãe q se sente cansada.
E meu irmão então???
Rapazinho guerreiro esse.
Tanto sofrimento, tantas faltas de expectativas, tantas palavras q indicavam o fim e eis que guerreiro como é, ele ressurge e renasce ainda mais.
Às vezes a gente acha q a vida não faz sentido, às vezes eu brigo com Deus, aliás, nossas brigas são constantes e homéricas, eu questiono, eu reclamo, eu brigo, eu sofro e ele está sempre rindo de mim, com sua paciência sem fim, com sua misericórdia e me manda alguns recados:
 Um desses recados q recebi recentemente dizia: Minha filha, vc não sabe o tamanho do meu amor, vc não sabe como pode aprender a valorizar seus momentos, vc não sabe compreender q todo sofrimento seu, não é nada perto do sofrimento de outras pessoas, vc não sabe o verdadeiro valor de um sorriso. Se soubesse, não diria o q diz. Então, em nome do meu amor por vc, eu te dou um milagre, mais um e mais qtos forem necessários para q vc não duvide de mim, nunca mais. Eu te amo minha filha e, antes q eu me esqueça, eis o milagre q vc me pediu: O sorriso do seu pai e do seu irmão q mesmo diante de tanta dor, diante de tantos sacrifícios, não deixam de sorrir e acreditar em mim.
Continue >>>
Share |

Coadjuvantes


Sempre que eu escrevo aqui, muita gente me fala, seja pelo orkut ou através de comentários, que eu sou uma guerreira, que admira minha força e eu fico sempre lisonjeada.
Mas tenho q admitir q o mérito não é só meu.
Uma mãe especial, seja qual a deficiencia q seu filho tem, ao longo de sua vida aprende a conviver com os coadjuvantes dessa batalha. Guerreiros, soldados sempre prontos a distribuir flechadas de amor, compreensão, respeito e nobreza de espírito.
Hj eu quero falar do Sérgio.
O Sérgio é uma pessoa maravilhosa que entrou na minha vida ano passado.
Meus dois filhos tem cabelos cacheados, fininhos q só, castanho-claros. Artur sua demais, então tenho dó de deixá-lo cabeludo e é aí que entra o Sérgio: ele é cabeleireiro! Mas ele não é um simples cabeleireiro.
Ele é o cabeleireiro do Artur que tem espectro autista, que não sossega um segundo e q não gosta de ser tocado quando ele não está afim.
No primeiro dia eu disse q verdade a ele, fui franca e já esperava ele me dizer: Não vai dar!
Mas que nada.
Ele pegou meu Rei, colocou no carrinho que é na verdade uma cadeira e foi conversando com o Artur.
Claro q o Artur não compreendia, eu tentei avisá-lo, mas ele me surpreendeu com essas palavras:
- Eu sei q ele não vai me compreender, mas vai me ouvir, vai se acostumar com o tom da minha voz, vai entender que aqui é um lugar calmo, quero q seja a melhor experiência da vida dele.
Aquelas palavras fizeram e fazem meus olhos se encherem de lágrimas. Tinha amor, respeito, compreensão, tudo o q uma mãe precisa.
Artur não gostou de cortar o cabelo, aos trancos e barrancos o cabelo foi cortado e ele ficou uma graça.
Devido à dificuldade q é, a gente sempre o leva qdo não dá mais, em média a cada 2 meses.
Essa semana fomos novamente.
Antes mesmo de sair do trabalho para encontrar o Ro no salão já fui imaginando a novela q seria, a minha amiga q vende um pão de batata delicioso já tinha fechado e eu não sabia como iria distraí-lo.
Para qual a minha surpresa, quando chego ao salão, sou surpreendida por essa cena:

 Eu não podia acreditar: Artur, sentado à cadeira, 'lendo' uma revista enquanto o 'Tio Sérgio" cortava seu cabelo.
Mais uma vez, aquele ser, amigo, parceiro, COADJUVANTE da nossa luta me surpreendia com o silencio de seu salão, com sua calma, com sua paciência.
CHORO, CHORO SEMPRE!!







Nosso amigão Sérgio!!



 Deixo aqui o meu agradecimento a TODOS os coadjuvantes que fazem da vida de uma mãe especial ainda mais digna e feliz.

Cabeleireiros, manicuras, terapeutas, caixas do mercado q sempre perguntam do Art, àqueles que fazem o salgado preferido, q no Natal mandam brinquedos, roupas, q sempre dão um jeito de me fazer ainda mais, uma MÃE MAIS Q ESPECIAL nessa minha viagem eu deixo o meu

MUITO OBRIGADA!!!!
Continue >>>
Share |

O Nosso Deus é Deus do Impossível!!


Hj pela manhã, como sempre depois de despachar o pessoal da Zona Azul, fui ler alguns blogs.
Eu sou seguidora de um q me chamou a atenção hj pelo trecho q o blogger nos mostra nas atualizações, então, resolvi ler chama-se Gabriel Polacco e ele tem aquela doença que foi conhecida através do filme O Óleo de Lorenzo e nele, sua mãe fala sobre a luta diária de Gabriel, um grande Guerreiro.

Daí, depois de saber as novidades de Gabriel, eis q a mãe dele posta o seguinte trecho:
"Nosso Deus é o Deus do impossível, médico dos médicos

Aprenda a agradecer todas as bençãos recebidas, poder acordar, respirar, por possuir saúde mental e saúde física, agradeça pelo seu trabalho ou pela oportunidade de mudança de vida, agradeça a oportunidade de estar aqui na terra evoluindo a cada dia, peça a Deus mais paciência, o exercício da caridade, mais amor ao próximo, sabedoria, humildade, reclame menos da vida, viva a vida intensamente, exercite admirar as coisas simples da vida, coisas estas que fazem toda a diferença nas nossas vidas. "


E antes mesmo que pudesse me defender, senti a cacetada, um tapa em meu rosto.
E agora à tarde, enquanto minhas lágrimas caiam e eu resolvi vir aqui no meu cantinho chorar, lembrei-me do q ela disse.
Do quanto eu sou uma pessoa feliz e abençoada na minha vida.
O quanto eu sou idiota ao ponto de reclamar da minha vida.

Eu nunca comentei aqui, mas eu tenho um irmão especial.
Ele se chama Rick e tem 3 anos e meio.
 Tenho uma irmã linda tbm de qse 6 anos, ela é um amor de criança, mas hj, quem realmente me preocupa é o Rick.
Muitos dos problemas de saúde q ele tem, q na verdade eu não sei explicar são sequelas do parto sofrido q ele teve. Hj ele precisa de oxigênio para respirar através de uma tráqueo é feliz, alegre e sorridente.
Mas ao longo desses 3 anos e meio, esse rapazinho lutou tanto, mas tanto, q é admirável como uma pessoinha tão pequenina consegue ter tamanha força.

Desde ontem, Rick está na UTI.
Está com uma pneumonia muito grave, com seu pulmão comprometido, entubado e precisando de orações.

Eu sempre tive minha religião, minhas crenças e minhas filosofias q sempre tem explicações para tudo, mas acredito q não exista um ser humano, com sangue quente nas veias q não se esqueça disso ao ouvir uma mãe  chorando ao telefone.

Sei q andei afastada, realmente eu precisei desse tempo, cresci, aprendi muitas coisas tbm e jamais gostaria de voltar aqui para pedir o q peço. Já q significaria q está tudo bem.

Mas, como nada está sob nosso controle, venho aqui pedir para que vc orem, orem com muita força para q Rick vença mais essa batalha.
Não importa de onde vc é, não importa no q vc acredite, apenas peça a Deus para q ele ultrapasse mais essa etapa com êxito, êxito dos campeões, êxito q somente as crianças especiais conseguem ter.

Beijos

Continue >>>
Share |

O Meu Melhor

Desde o começo

Blog Archive

 

Viagem de mãe ♣ ♣ ♣ Mamanunes Templates ♣ ♣ ♣ Inspiração: Templates Ipietoon
Ilustração: Gatinhos - tubes by Jazzel (Site desativado)