Decisão! Viajando para novos rumos!


Há algumas postagens, eu falei sobre a saudade  de ser mãe.
Bem, há alguns meses, o meu 'sininho' de mãe, o mesmo que me alertou para o autismo, tem tocado novamente. Dessa vez é quanto a minha necessidade de estar perto do Artur, perto de uma maneira mais, ativa.
É claro que eu quero sair do meu trabalho há anos, a bem verdade é que tudo o q eu precisava era de um bom motivo para criar coragem, mas nos últimos meses a minha mente fica me perguntando até que ponto vale a pena trabalhar, me doar, fazer sacrifícios [por mais q não vejam eu faço], me empenhar por algo q eu não amo, que eu não acho q valha a pena.
Claro q atualmente eu gosto do meu trabalho, acreditem se quiser, mesmo tendo ouvido tudo o que eu ouvi, estou no paraíso, quem me conhece há mais de um ano sabe disso, pra quem não conhece, eu conto AQUI.
Então, como eu disse, estou no paraíso.
Mas, porém, contudo, todavia, entretanto, meu trabalho não está me satisfazendo, eu acabo deixando muitas coisas do Artur de lado para não me ausentar tanto, enquanto poderia investir mais num tratamento dele que tem q ser diário. O papai tbm cuida dele direitinho.
Bem, deixando de enrolar, vim contar aqui que eu decidi q em 2011 não tenho planos para minha vida profissional. 
Vou ficar em casa, cuidar do meu filho, da minha família, da minha alma também, eu quero um pouco de paz, um pouco de descanso. Quero andar de mãos dadas com meu filho, quero q ele me ouça, quero sua presença incessantemente em meu dia inteiro, quero me cansar de ouvir sua voz [impossível] e caminhar um pouco para relaxar.
Quero que saibam que eu não estou tomando uma decisão precipitada e que a minha saída não será definitiva.
Felizmente, ser funcionário público tem suas vantagens e eu posso pegar um afastamento de até 3 anos, claro que sem remuneração.
A parte triste é essa, já que como meu marido e eu temos o mesmo trabalho, nossa renda cairá pela metade.
Esse ano foi muito bom, consegui, na medida do possível, colocar nossa despesas em ordem e a falta da minha renda vai apenas tornar as coisas um tanto justas, mas Deus há de não deixar nos faltar nada.
Como eu disse, tem pelo menos 5 anos que eu tento deixar meu trabalho, mas sempre esbarrei na estabilidade que ele me traz, me acomodava, acreditava na minha capacidade de superação que achava q não era justo com meus filhos deixá-los à mingua.
Mas, se antes eu era uma pessoa forte, hj eu tenho o Artur, hj eu tenho a Laura maior, mais independente e me apoiando sempre. E isso não me faz  ter medo.
Sempre invejei pessoas que conseguiam trabalhar, sem sofrer, eu não conseguia e eu tinha medo, medo de perder meu trabalho.
Tive Síndrome do Pânico por causa do meu trabalho, duas crises depressivas gravíssimas por causa do meu trabalho e sinceramente, ele me traz lembranças ruins toda vez que eu penso nele.
Sinto náuseas novamente.
É por isso que eu não vejo mais motivos para dar prioridade a ele.
E eu não quero mais dar prioridade para meu trabalho. Ele não me traz futuro, ele não me leva a lugar algum além do caminho inverso aos meus filhos. Eu não quero mais mesmo!!
Em 2011, eu vou tentar, vou procurar uma renda alternativa, vejo pessoas que não tem um emprego como o meu passando dificuldades, mas quem falou que eu não passo??
Não será nada louco, nem precipitado, aliás, de precipitado não tem nada, mas eu tenho que conseguir.
Deixar sonhos de consumo para trás?? Acho q sim, não sei se vai dar para pagar o Inglês da Laura no primeiro semestre, mas eu preciso tentar.
Eu preciso me dar essa chance.
Pq ficar e deixar as coisas como estão, vai contra todos os meus princípios, eu nunca fui corajosa, mas nunca deixei de enfrentar meus medos. Eu nunca foi um exemplo de pessoa, mas eu sempre primei para verdade, pelo caminho do bem.
Eu nunca fui boazinha e obediente, mas essa hierarquia exarcebada qse acabou com a minha vida.
Preciso de paz, preciso dos meus filhos, preciso da minha casa. Eu fiquei 1 ano morando na casa da minha mãe, sonhando com o meu sobradinho fofo e hj, me pego tendo preguiça de varrer um chão, por me sentir desestimulada.
Tô aceitando dicas para uma renda extra. Quem tiver, pode me passar, por aqui, ou pelo ORKUT .
Toda boa ideia será muito bem vinda, agradeço desde já todas as pessoas que leem meu blog, mesmo q não comentem nada, mas q dedicam alguns minutos de seu tempo para ler minhas lamurias e a vcs que comentam ainda mais, muitas vezes entrei aqui me sentindo um restinho de gente e vcs me fizeram ver o quanto eu sou importante no mundo, no meu mundo, obrigada
E, vou continuar viajando, mas como piloto da minha vida e não como um passageiro qualquer.

*Ai ai chorando tanto agora.... *

Beijos
Continue >>>
Share |

O Meu Melhor

Desde o começo

Blog Archive

 

Viagem de mãe ♣ ♣ ♣ Mamanunes Templates ♣ ♣ ♣ Inspiração: Templates Ipietoon
Ilustração: Gatinhos - tubes by Jazzel (Site desativado)