Encarando 2012


Todos os blogs que eu sigo que, diga-se de passagem, são muitos, falaram sobre 2011 ou 2012, sobre a bagagem que trouxeram para esse ano ou o q pretendem fazer.
E eu, acho q resolvi ficar quieta.
Acho que eu talvez esteja guardando minhas energias para hora certa. 
Acredito q é pq se eu for ficar pensando em 2012 agora, ficarei presa em tantas incertezas que corro o risco de enlouquecer.
Sobre 2011 só tenho a dizer: foi o MEU ano.
Não aconteceu nada de surpreendente, nada que qualquer pessoa olhe na minha vida e note. Mas em 2011 eu vivi.
Vivi com os medos, enfrentei todos, aprendi a esperar. 
Pra mim, isso foi uma das coisas mais importantes que já aconteceu na minha vida. Eu aprendi a controlar a minha ansiedade. Eu aprendi a aceitar que nem sempre as coisas dependem de mim e ainda que dependam, que poderão não sair perfeitas como eu gosto.
Em 2011 eu tbm aprendi a trabalhar as minhas frustrações.
Não, não foi fácil, vcs meus amigos sabem disso. Às vezes olho para esse blog azul e penso em quantas vezes eu o colori com minhas lágrimas. Seja de alegria, de tristeza, mas eu colori.
Aqui no meu cantinho eu li tanta coisa boa, eu recebi tanta força e aproveitei todo esse carinho transformando em maturidade.
Em 2011, eu mudei!! Eu amadureci.
Não, isso não termina aqui. Ainda restam feridas q teimam em não cicatrizar, ainda dói, ainda choro, mas aprendi a rir tbm.
Não é fácil fazer tudo o q eu faço, ser tudo o q eu sou.
Há quem se incomode com essa minha forma de me olhar e me ver grande, me ver importante, me cuidar, me interessar em fazer as coisas de uma forma que dê certo. Mas eu não me incomodo mais com essas pessoas.
Não mais.
Houve muito tempo em minha vida que eu acreditava que uma pessoa legal, correta e perfeita é aquela q consegue viver em harmonia com todos a seu redor, mas na verdade uma pessoa legal e correta, apenas vive sua vida, com amor, com respeito a si mesmo, às pessoas. As perfeitas?? Ahh, essas não existem, tive q entender isso tbm.
Depois de 2011, eu aprendi que eu posso ser e fazer o que eu quiser, pq eu amo, pq eu vivo em prol de um ideal, pq eu vivo pra mim e para a minha família e isso me torna uma pessoa especial, relevante para o mundo, mesmo q eu não possa fazer por ele tudo como e qto gostaria de fazer, simplesmente pq eu não sou invisível.
Deus me criou com esse dom, o dom de falar, o dom de me expressar bem, o dom de me fazer ouvir e ser ouvida e por mais q muitos digam que eu deveria ganhar dinheiro com isso, q perco meu tempo em não escrever um livro, eu acredito que eu apenas esteja amadurecendo. Hj vender livros não é minha prioridade.
Talvez hj vc esteja se perguntando pq eu não estou me observando como mãe e eu digo q se eu não tivesse olhado para dentro de mim, não tivesse transformado os meus sentimentos de dor, de revolta, de infelicidade em sabedora, em aprendizado, eu não seria nada, quem dirá uma boa mãe.
Mas falando como mãe, arrisco dizer que eu cresci muito. Amadureci minhas dores, lambi minhas feridas e fui muito feliz em 2011.
De certa forma, por mais que não seja como eu gostaria, estamos nos adaptando às alergias do Artur, às suas dificuldades e vivendo cada dia com a decisão de ser feliz.Temos uma adolescente em casa tbm, que tem seus dramas, seus fantasmas, suas frustrações. Não foi facil encarar 2011 e não vai ser fácil encarar 2012, mas em meio a fraldas, lenços umedecidos, leites de soja e dietas rigorosas, a gente vai sentando no sofá e tendo conversas legais com a nossa adolescente e dando o nosso melhor para ela.
Assim foi 2011 e será 2012.
Ele promte ser cheio de desafios, depois venho falar sobre eles, mas eu não vou desistir!!

Beijos, Feliz 2012 para todos!!!


Continue >>>
Share |

O Meu Melhor

Desde o começo

Blog Archive

 

Viagem de mãe ♣ ♣ ♣ Mamanunes Templates ♣ ♣ ♣ Inspiração: Templates Ipietoon
Ilustração: Gatinhos - tubes by Jazzel (Site desativado)