Não à "INCLUSÃO"!!


Gente, hj eu quero falar sobre a inclusão de crianças especiais em escolas comuns.
Sabe-se q a ideia é maravilhosa se eles realmente a tirassem do papel.
Mas não é assim que funciona na realidade.
Quem tem filho especial sabe que nem a escola, nem os profissionais estão prontos para lidar com essas diferenças e mais, com salas lotadas, sequer tem tempo e podem dedica-se à criança q precisa de mais ajuda para aprender.
Prova disso é o grande número de crianças não alfabetizadas que continuam passando de ano
Mas essa é outra história, a aprovação automática, que me revolta tbm.
Se eu tivesse onde, com certeza optaria por uma escola especial para meu filho. Onde as pessoas além de gostarem do q fazem, teriam q se comprometer com uma capacitação para saber educar crianças especiais. O mesmo não aconteceu com as escolas comuns.

Não estou aqui para falar mal dos profissionais da educação.
Claro q encontrei alguns ao longo de minha vida que não mereciam sequer varrer ruas, mas o problema começa muito além de olhar para alguém em particular.
Nossos governantes estão acabando com a única coisa q pode ajudar nossos filhos.
Eles não estão os incluindo, estão os empurrando 'goela abaixo' da sociedade.
Seria ótimo se todos soubessem aceitar e respeitar os deficientes, mas a coisa não é assim e mais, os deficientes tem DEFICIÊNCIAS, muitos deles são deficientes mentais e esses, tem suas dificuldades intelectuais. Não vão conseguir acompanhar o rítimo de uma escola comum e com salas superlotadas e professores despreparados para acolhê-los, presenciaremos uma EXCLUSÃO velada. Às escondidas.
Q lindo é ver propagandas na TV! Q lindo é ver políticos tentando acabar com a pouca qualidade de vida q pessoas especiais podem ter e dizendo q isso é maravilhoso.

Eis aqui o meu protesto!! Precisamos da ajuda de vcs.
Meu blog tbm está aberto para quem discorda e se for preciso, criaremos enquete, debates, eu posto tudo aqui, sem problemas.

Deixo aqui tbm o meu apelo:
ABAIXO ASSINADO IMPORTANTE!!!
 Adriana Monteiro da Comunidade do Orkut chamada Síndrome de Aspeger, mãe da Ana Luisa de 9 anos de Brasília está coordenando um movimento pela PEC 347/2009.
Segundo a Adriana Monteiro, "os Centros de Ensino Especial serão extintos em breve. Doze estados já os extinguiram. A intenção é que todas as crianças passem a estudar no ensino regular, entretanto, sabemos que grande parte delas não tem condições de acompanhar o currículo formal das escolas e que ainda que haja um currículo adaptado para elas, fica muito complicado trabalhar a parte pedagógica destas crianças numa sala com 5 ou 6 alunos, ou ainda, com 20/30 como é feito em muitos lugares. A prática hoje é a seguinte: quem não "inclui", é excluído...." "...Mais grave ainda é a situação dos deficientes mentais que chegam a idade de 18 anos. O que acontece é que eles são mandados para casa, sem qualquer mais outra oportunidade, pois não conseguem acompanhar o Ensino de Jovens e Adultos e nem as Oficinas de Profissionalização.
Nós temos filhos com angelman, mas existem crianças ainda mais comprometidas e que precisam dos Centros.
Desta forma, estou pedindo o apoio de vocês. É preciso acabar com essa política de EXCLUSÃO.
Nosso movimento propõe uma Emenda Constitucional que garanta por tempo indeterminado o direito à educação de nossos filhos."
Eu acredito que temos que ter a opção de escolha pela educação de nossos filhos e não sermos obrigados a mantê-los, mesmo sem condições mínimas, em salas regulares.
O link para o abaixo assinado é esse
: Clique aqui e nos ajude!!
Vamos divulgar pessoal é importante! 

se for divulgar o site, é esse: http://www.abaixoassinado.org/abaixoassinados/6762
Continue >>>
Share |

Estereotipias. Vc sabe o que é isso??


Alguém sabe o que é isso??
Um vídeo para exemplificar:




Se vc tem algum conhecido q tem autismo ou espectro autista, com certeza vc sabe.

"O estereótipo mais comum, chama-se 'flapping de mãos' , em que o autista permanece abanando as mãos na altura dos ombros. Muitas vezes ele fica girando em torno de si mesmo, rodando objetos ou passando a mão sobre uma determinada textura o dia todo. 'Todos os comportamentos que os autistas possuem, nós também temos. A diferença é em grau: nós conseguimos parar quando quereremos e não o temos de forma constante o q merece atenção é a persistência dessa estereotipia'. Diz o neuropediatra Dr. José Salomão Schwartzman."

Fonte: http://www.clicfilhos.com.br/site/display_materia.jsp?titulo=O+dif%EDcil+problema+do+autismo




Bem, agora q vc já sabe o q é estereotipia, eu posso falar que as do Artur tem aumentado demais.
Ele balança as mãozinhas toda hora que fica eufórico com suas brincadeiras, com os DVDs q ele ama, com a gente tbm, quando ele anda, ele tbm balança as mãozinhas todo alegre.
De verdade, eu acho fofinho rsrs.
Só q ele tem feito muito. Uma coisa q ele tem feito demais, inclusive para dormir é ficar passando o dedo dele num zipper.
Admito q foi sem querer q eu descobri q isso era uma estereotipia. Eu achava normal, até é, como disse o neuropediatra, mas realmente Artur dá uma volta e procura os dentinhos do zíper para passar o dedinho.
Ele tbm gosta de qualquer textura com mais relevo.
Ele parou um pouco de balançar a cabeça de um lado para o outro, mas agora ele tbm tem girado em torno dele mesmo, fica andando de costas e quando vem nos abraçar, vem de olhos fechados. Isso já lhe custou algumas pancadas no rosto, tadinhooooo!
Algumas vezes eu fico perdida com isso, não sei se uma estereotipia faz mal, se é sinal de q algo está errado com meu filho, além do fato dele ser diferente.
Mas estamos nos curtindo, aprendendo juntos sobre essa viagem onde eu me sinto passageira de primeira classe.
Onde Deus, fez de tudo para me oferecer o melhor percurso, o melhor destino e a melhor experiência da minha vida.
Continue >>>
Share |

Ganhei um selooooo!!


Olha q emoção!!

A Fabi (Bla Bla Blas de uma gravidez) foi quem me deu!
Obrigada amiga!!
Bem, a corrente do selo diz q eu preciso dizer 9 coisas a meu respeito e depois
indicar 9 blogs para fazer o mesmo.
Então vamos lá::

1 - Eu amo escrever.
2 - Eu amo ler
3 - Eu amo computadores (se estiverem conectados à internet, melhor rsrs).
4 - Eu sou dramática hahaha
5 - Eu sou apaixonada por canetas.
6 - Eu odeio obedecer
7 - Eu amo ajudar, amo tanto que às vezes atrapalho.
8 - Eu choro por qualquer coisa (dá para perceber?)
9 - Eu aprendi q nessa vida a gente pode até querer desistir de tudo, pode desanimar, pode sentir pena de si mesmo, mas o q a gente não pode fazer é parar enquanto faz isso.
Eu sou assim, desisto, desanimo, sinto pena de mim mesma, mas eu ando, caminho, me arrasto e não vou para nunca, não por isso.

Os Blogs:




Post scriptum   (blog da minha filhota linda)






Bem, é isso!!
Continue >>>
Share |

AMOR DE PAI


Quando eu pensava em ter filhos, eu não construía um pai na minha mente para meus filhos.
Talvez seja pq simplesmente eu não veja muita diferença, além das físicas entre a função de um pai e de uma mãe.
Para mim, é tudo a mesma coisa, não vejo diferença até hj.
Nunca permiti q na minha casa houvesse distinção ou machismo, acho q algumas vezes eu fui feminista até demais.
O Ro  sempre foi bem atrapalhado para tudo, mas como pai, sempre foi uma gracinha.
Teve uma época em que ficamos separados, ele vinha buscar a Laura para levar para passear, iam à praia e tinha q ver.
A bolsa tinha protetor solar, roupas, toalha, suquinho de laranja, guarda-sol, tudo perfeitinho.
Lá na praia? Dedicação total, a cidade aqui é pequena e sempre vinha alguém me elogiar o pai q a Ana Laura tinha.
Por essas e outras é q não estamos mais separados rsrs.
Hj eu estava no trabalho, fui surpreendida pela visita dos dois homens da minha vida.
Artur ia tirar foto 3X4. Vieram me convidar para presenciar o momento. Tão fofo esse papai.
Fomos tirar a foto, até q ficou razoável.
Cheguei em casa, vi a bolsa do Artur jogada no sofá.
Eu já ia pensar: "Esse papai, deixa tudo jogado".
Mas fui desmanchar a mala e senti algo tão inexplicável.
A bolsa tinha sido arrumada pelo papai e ele pensou em tudo:
fralda de pano, descartável, o leitinho de soja, uma camiseta, uma bermuda, lenço umedecido, documentos. 
Senti segurança, nada mais....

Papai, te amo, vc é um sonho!!!
Continue >>>
Share |

Duas coisas ao mesmo tempo tbm


É impressionante como o Artur tem feito progressos.
Fico me perguntando tantas coisas.
Sinto-me ansiosa tbm às vezes.
Acho q realmente eu fiz o certo quando zerei todas as minhas expectativas e agora, sinto-me colhendo tantos frutos, estamos felizes, eufóricos com as vitórias dele, são nossas tbm.
Na quarta-feira, minha tia veio em casa com sua netinha linda.
Eu não estava, mas Artur pegou na mão da priminha e a conduziu para o quintal.
Tá, tudo bem q ele a mandou embora rsrs, mas ele TOCOU uma criança. Olha mais um progresso!!
Na sexta-feira, nós fomos para a Casa da Esperança novamente.
Tem sido muito gostoso ir, estou amando de verdade frenquentar aquela casa, apesar de cansativo, eu poderia ir lá para sempre, nem q fosse como voluntária. Gosto das crianças, das mães, dos profissionais.
Nessa sexta o Artur foi pertinho da Sophia e deitou nas perninhas dela.
Ela é bem pequenina, fofa, cadeirante e ele ficou pertinho dela, tocando ela.
Ela não gostou muito, sua mãe disse q ela aprendeu a se defender pq muitas vezes os toques de outras crianças não eram muito amistosos. Mas eu fiquei feliz, de verdade.
Pq antes o Artur ignorava as crianças, ao pouco de ser capaz de pisar nelas e nem sentir.
Eu tinha muito medo disso, medo das crianças maltratarem ele, já q ele deitava no chão e 'desligava' de tudo quando via crianças perto dele.
Foi na sexta-feira tbm que tivemos mais uma vitória, mais algo superado.
Às vezes as vitórias são meio transitórias, o Artur faz uma vez, duas e não mais.
A gente pede, ensina, mas ele sempre faz SE ELE QUISER.
Às vezes dá uma frustração, outras eu já tenho como superado, penso q seja assim mesmo.
Artur não conseguia pegar duas coisas nas mãos ao mesmo tempo.
Se ele tinha um carrinho na mão e quisesse pegar outro, ele jogava o q estava na mão para pegar o outro. Assim era com uma caneta, o qualquer outra coisa.
Na sexta-feira, ele pegou duas embalagens de amaciante. Ele adora aquela embalagem, não pode ver q quer brincar. E nesse dia ele encontrou duas, não aguentou a felicidade e pegou duas ao mesmo tempo.
Eu estava no trabalho, o Ro estava em casa e tirou uma foto para q eu pudesse ver.
Eu fiquei tão emocionada com o gesto dele.
Não sei se eu chorei mais por ver mais uma vitória do meu filho ou por ter uma pessoa tão especial ao meu lado, q lembrou de registrar esse momento para q eu pudesse participar dele.
Eram duas coisas nas mãos do Artur e duas emoções diferentes e maravilhosas em meu coração e mais uma vez só posso agradecer a Deus por tudo isso.
Por ele ter permitido q eu pudesse presenciar essas suas dádivas.
Continue >>>
Share |

O primeiro beijo a gente nunca esquece!!!


O q pensar do primeiro beijo??
Ele pode ser como esperamos, como sonhamos, pode ser babado, gelado, vir acompanhado de muito amor, de afeto, de uma mão boba.
O beijo pode ser em alguém q amamos ou até mesmo em alguém q nunca vimos.
Mas o primeiro beijo é inesquecível em qualquer circunstância.

Qdo descobri q meu filho tinha  espectro autista, tbm descobri q nada seria como eu havia sonhado.
Tudo aconteceria a seu tempo, a seu modo, mas ñ menos prazeroso.
Os sonhos foram deixados para trás dando lugar aos pés no chão, a incertezas, medos, frustrações, dúvidas aos montes e às vitórias.
Nossa, nisso eu não posso negar, todo dia temos uma, seja ela mínima, seja ela o famoso cocô de cada dia.
E é sobre isso q eu quero falar hj.
Seu filho nasce, é um menino lindo, cresce normalmente, desenvolve-se perfeitamente e no outro dia vc descobre q as coisas não são bem assim.
Um beijo não vem fácil, um abraço muito menos.
Um olhar então?? Só pertence ao horizonte e assim são os dias das mães especiais.
Dias ensolarados, repletos de amor e comemorações.
Hj eu vi meu filho beijar uma criança.
Vc sabe o q é isso???
Eu sei q vc não sabe.
O nome disso é PROGRESSO!
O nome disso é melhora, é SUPERAÇÃO.
Ter um filho com espectro autista é saber q eles não gostam de contato físico, é saber q eles não vão imitar vc, é saber q muitas vezes eles não irão olhar para vc e nem para ninguém.
Ter um filho com espectro autista é doce, meigo e carinhoso como o beijo q eu vi meu filho dar no rosto de uma criança hj.
Muitos irão dizer: mas ele beijou um menino.
DANE-SE!!
Ele OLHOU para essa criança, ENXERGOU ela como alguém e não como uma coisa.
Abraçou essa criança com a feto e lhe deu muitos,muitos beijos babados.
O mais lindo de tudo??
É q essa criança tem 10 anos, amou o beijo e não se incomodou com o rosto todo babadinho.

Vc sabe o q é isso?
É uma mãe contando isso e chorando, comemorando mais uma vitória de seu filho, mais um passo, presenciando mais uma barreira sendo ultrapassada.

Pq ultrapassar barreiras é maravilhoso, é único é algo q eu posso utilizar mil palavras para descrever, mas só quem sente poderá compreender.

Hj é isso q eu comemoro, ontem foi uma bexiga, hj, o primeiro beijos, amanhã??
O futuro à Deus pertence e é a ELE q eu agradeço .
Continue >>>
Share |

O Meu Melhor

Desde o começo

Blog Archive

 

Viagem de mãe ♣ ♣ ♣ Mamanunes Templates ♣ ♣ ♣ Inspiração: Templates Ipietoon
Ilustração: Gatinhos - tubes by Jazzel (Site desativado)