Pq tem q ser difícil?


Artur está com broncopneumonia.
Irritadiço, choroso, chora o dia todo.
É muito difícil tudo isso.

Passei muitos dias em casa.
Isso só fez em aumentar a minha vontade em ficar em casa.
Me fez pensar muito, demais até se realente era isso que eu queria.
A verdade é que eu quero muito, mas não tenho certeza de que seria bom pra nós.
Estou com muito receio de não estar tomando a decisão correta.

Esses dias em casa tbm fiquei sentindo as coisas com mais intensidade.
Vi as dificuldades do Artur com maior frequência e isso doeu mais tbm.

Acho q o dia mais doloroso foi o dia da árvore de Natal.
Ano passado não estávamos em casa, estávamos anestesiados ainda com a possibilidade do autismo e totalmente agraciados com Artur andando pela casa.
Resumindo, não senti.
Esse ano não. As coisas estão 'calmas', mais definidas e nem sei nem com que palavras definir a tristeza que senti ao montar a árvore de natal e ver que Artur desconhece qualquer significado dele.
Todo ano que montamos a árvore, vejo os resultados q tive em criar esse hábito desde quando a Laura era um bb.
A gente tinha um presépio, eu sempre contava a história do nascimento do menino Jesus, falávamos sobre o verdadeiro significado do Natal e era e é um momento muito esperado por ela, até hj.
Sempre deixei para montar a árvore de Natal no dia 06 de Dezembro que é o dia de São Nicolau, o verdadeiro Papai Noel, pelo menos para mim.
E passei toda essa coisa para a Laura.
Esse ano foi um pouco diferente, montamos a árvore no dia 03 de Dezembro e eu vi que eu ainda faço planos tolos sobre o entendimento do Artur.
Enquanto para a casa inteira montar a árvore tem um significado especial, para Artur, não era nada.
Nada X Nada de nada.

Deu o que fazer para driblar a dor e pedir a Deus q um dia, nem q seja daqui muitos anos, eu possa contar para ele a história do Menino Jesus, dizer para ele que a gente esconde a estátuazinha do menino Jesus e só põe na manjedoura no dia de Natal.
Talvez um dia dê certo, talvez não.
Eu só queria q não doesse.
Pq isso fica impregnado na alma da gente por dias, sabe.
Daí, tudo o q a gente vê outra criança fazer, nos lembra q nosso filho não faz e dói.
Sinto-me mal agradecida com a vida.
Deus é maravilhoso comigo, me abençoou com um anjo e eu não consigo ser feliz como deveria ao lado dele.
Não quero nunca q meu filho não se sinta amado pq ele não é igual, pq ele não entende o q é Natal, mesmo pq ele entende o q é amor, ele ama de uma maneira tão linda q me faz esquecer tudo isso.
Talvez eu esteja com saudades dele, ele dodóizinho assim não fica tão alegre e sorridente como de costume. Não fica beijoqueiro como sempre e eu devo ter ficado mal acostumada.
Sei q eu deveria vir aqui todos os dias contar as alegrias de ser mãe do Artur.
Contar das artes dele, que acordei hj com ele brincando num balde cheio de água sanitária, que ele adora nadar em poça de água, mas hj não deu.
Mas amanhã é outro dia e eu vou estar refeita disso tudo.
Tudo na vida é aprendizado e eu estou aprendendo a valorizar as pequenas coisas, as pequenas alegrias e é isso q eu vou fazer, sempre, sempre, mesmo tropeçando em dias como o de hj.

Beijos
Continue >>>
Share |

O Meu Melhor

Desde o começo

Blog Archive

 

Viagem de mãe ♣ ♣ ♣ Mamanunes Templates ♣ ♣ ♣ Inspiração: Templates Ipietoon
Ilustração: Gatinhos - tubes by Jazzel (Site desativado)