A Neuropediatra


Coração de mãe é uma figura não??? Nunca pensei q eu pudesse saber tanta coisa só de ouvi-lo.Mesmo eu tendo ficado chateada com a ausência da médica naquela consulta, meu coração disse para eu insistir. Liguei lá e remarquei a consulta. Dia 26 foi o dia tão esperado. Lá fomos nós 3, papai, mamãe e Tutis à neuropediatra, com a listinha do histórico do Artur embaixo do braço.Felizmente chegamos lá e ela já estava atendendo. Foi uma consulta demorada, claro, começou desde a gravidez, até os dias de hj. Ela foi muito atenciosa conosco, nos sentimos muito seguros e á vontade para falar de todos nossos medos e preocupações. Falamos sobre terem sugerido para nós q ele pudesse ter autismo ou espectro de autismo, nome para quem tem os sintomas, mas não podem ser definido como autismo declarado. Nós nos mostramos abertos a esse diagnóstico e penso q a conversa tenha fluído melhor por conta disso tbm. Ela nos disse q atualmente existem diversos tipos de autismo, mais leves até. Não foi descartado a hipótese não, mas ela se preocupou mais com as articulações do Artur. Disse q estão muito flexíveis para a idade dele, q deveriam estar mais durinhas. Pediu exames para verificar se trata-se de um problema muscular, de nervo ou neurológico. certo, Pediu tbm uma avaliação psicológica com uma psicóloga q eu já encontrei uma, espero q dêpq essa cabe no meu bolso, ela era minha psicóloga e sei q ela trabalha com crianças. A médica pediu uma tomografia do crânio tbm. Saímos de lá satisfeitos, mais esclarecidos e seguros com a maneira q a médica conduziu o nosso caso. Agora é partir para a correria, a maratona de exames q temos para fazer e penso q só voltaremos à medica ano q vem, afinal a tomografia precisa de autorização do plano e nem sei qto tempo isso leva. Artur está de dieta alimentar, sua diarreia voltou, a pediatra pediu alguns exames para ver o q pode ser, a dieta dele é pobrezinha de tudo, mas a diarreia cedeu felizmente. Não estamos satisfeitos com a pediatra, sei lá, ela é fechada conosco, não explica direito as coisas, sem falar q tem horas q ela até é meio grossa conosco, irônica até. Meu marido não quer ir mais lá e lá vamos nós para a 5ª pediatra desde q ele nasceu.AFFFFF Mas médico é assim, tem q ser igual casamento, se não tem confiança, não rola.Bem, acho q é isso, preciso deixar tudo anotadinho aqui para eu nunca me esquecer. Vai dar tudo certo, estou feliz, esperançosa e nem ligo para o q ele possa ter, desde q não seja nada q faça mal à sua saúde e q não o impeça de ser feliz.
Continue >>>
Share |

MEU filho de volta


Ele está feliz à olhos vistos, não canso de admirar, não canso de falar, temos outra criança em casa. Felizmente, aquele Artur deprimido jogado num canto da sala, só existe numa lembrança terrível e quando nesse cantinho ele está aprontando alguma arte rsrsrs.

Ele está mega beijoqueiro, sorridente, falador, meu Deus, como ele tem falado, pena q não compreendemos nada, só muitos dádádá, tetete e por aí vai.

Ainda não demonstra compreender q queremos ensinar algo a ele, essa parte ele não progrediu muito, mas qse nunca ele desvia o olhar qdo olhamos nos olhos dele. Esses dias estava "se" beijando na frente do espelho.

Como eu disse, foram muitos progressos q, creio q com a ajuda e estímulo certo, farão uma diferença imensa em nossas vidas.
Continue >>>
Share |

Bem, voltei para dar notícias.
No dia 20 de outubro fomos à primeira consulta com o fisioterapeuta.
Artur parecia advinhar q seria avaliado, mexeu em tudo, não parou um segundo, ficou falando o tempo todo, mas quem o entende?? O médico disse q ele não aparenta nenhuma dificuldade motora para andar, mas q mesmo assim seria legal q levássemos ele uma vez por semana para uma sessão.

Ele disse tbm para q façamos um teste oftalmológico para verificar algum problema de visão, pois se existir, pode ser esse o medo dele de andar sozinho.
No dia 22 fomos à pediatra do Artur.
Eu confesso q pensei q fosse sair de lá com muitas dúvidas esclarecidas, mas verifiquei q a médica preferiu não se aprofundar muito no assunto, foi breve demais para meu gosto. Não mencionou uma consulta com o neuropediatra, apenas disse q se a creche fez a reclamação, ela deveria no mínimo fazer o relatório sobre o comportamento do Artur na creche. Eu pedi, pedi mais de uma vez, mas até o dia da consulta, não me deram.
Aff, lugarzinho do caramba, viu.

Voltando à pediatra, ela falou q precisamos levá-lo a um psicólogo, q a própria creche poderia encaminhá-lo visto q planos de saúde não atendem consultas com psicólogos [eu podia jurar q essas consultas estavam inclusas na nova lei].
Eu fiquei mais chateada ainda.
Ela disse tbm q a coordenadora da creche deve ter comprado seu diploma, pois onde já se viu não estar preparada para atender às necessidades do Artur, me chamar lá, jogar o problema nas minhas costas q querer q eu resolva sozinha e eu concordo plenamente com ela.

Mesmo assim, meio q se esquivando, ela pediu um audiometria para o Artur, que fizemos e deu tudo normal, mas a médica Fono reforçou o pedido de uma consulta com o oftalmoligista.

Continue >>>
Share |

O Meu Melhor

Desde o começo

Blog Archive

 

Viagem de mãe ♣ ♣ ♣ Mamanunes Templates ♣ ♣ ♣ Inspiração: Templates Ipietoon
Ilustração: Gatinhos - tubes by Jazzel (Site desativado)