Feliz dia das Mães!!!!


Estou sumida, eu sei, peço mil desculpas a todos q sempre respeitaram e vem aqui em busca do que digo.

Às vezes eu acordo pela manhã, mesmo depois de tanto tempo e tenho aquela sensação: "Nossa, eu sonhei que o Artur não era uma criança 'normal', que eu tinha um filho autista. Q sonho triste",

E isso dura creio q 5 segundos e vem o 'choque de realidade' me dizer q não, não é um sonho.

É hora de voltar à vida real. E assim sigo. Dias fugindo, mesmo que inconscientemente, dias enfrentando como uma guerreira e acredito q é assim que deve ser com todas as mães especiais nesse mundo aí à fora.

Tem dias q os olhos águam tbm.

Conversa com a Laura:
O filho de uma amiga é autista, é mais velho com o Artur, tãoooo parecido com ele no jeitinho, na meiguice, nas brincadeiras.
A primeira pergunta que eu ouço é:  — Ele fala???
E eu nem sei o q respondo, mas meu silêncio diz tudo q sou surpreendida por suas lágrimas.
É foda, a gente nunca sabe o q fazer com as NOSSAS lágrimas e de repente tem q lidar com as das pessoas q ama.
Seja a dor de um filho sofrendo fisicamente, seja sofrendo internamente.
Tem dias q é dor demais para uma mãe só.

Mas nem por isso eu deixo de sorrir, sabia??
Eu sou uma pessoa bem alegre, q TENTA não ficar reclamando da vida por aí.
Eu reclamo aqui sim, se é q isso pode ser encarado como reclamação, pra mim é desabafo.
Ao invés de pegar alguém pra cristo e transferir a minha dor, eu escrevo, lê quem quer, quem compartilha do q eu sinto e isso me faz muito, muito bem.
Eu nunca disse a ninguém que o meu filho era autista sem estar com um sorriso nos lábios. NUNCA mesmo.
Talvez no começo eu tenha dito com MEDO, mas nunca triste, pq eu sempre disse aqui q perto do q outras mães enfrentam, eu sou a mãe mais feliz no mundo.
Com o tempo a gente vai aprendendo que um autista não é simplesmente um autista. Ele é delicado, ele fica mais doentinho q as outras crianças, eles precisam de mais do q as outras crianças, mas que tudo isso é gratificante tbm, até mesmo quando dói. Pq hj eu sei q essa dor é a famosa 'dor do crescimento'.
Estamos aí, batalhando, andei ausente daqui e podem ter certeza de q isso significou ausente da maternidade tbm.
Mas Deus é perfeito e me chamou de volta, de uma forma um tanto chatinha, óbvio, Artur está dodóizinho, mas não é nada grave, só algo q me enche de culpa, e tristeza, mas tá bom, a parte boa é q eu voltei, eu sempre volto.

Desejo a todas as mães do mundo, um feliz dia das mães.
Àquela mãe de reza todos os dias para ser imortal e poder cuidar de seu filho com o amor que somente ela É capaz de dar.
Aquela mãe que reza para q seu filho viva, pelo menos mais um dia, para q ela fique ao seu lado.
Para aquela mãe que sonha, nem q às vezes seja um sonho esquisito como os que eu contei no começo, com um dia melhor.
Para aquela mãe que ainda não acordou, que não despertou que nós não padecemos no paraíso, q ser mãe é apenas isso: viver com um pedaço da alma em outro lugar q pode até não ser o paraíso, mas nos faz sentir o gostinho dele sempre.......


FELIZ DIA DAS MÃES!!!!!!
Share |

3 comentários:

Anônimo disse...

belas palavras isso de viver com alma em outro corpo é um belo resumo tmb me sinto assim...é muito amor e muito medo ao mesmo tempo: medo de perder, não de não estar mais presente ...
A vc feliz dia das maes e com muito mérito !!!
cinthia da comunidade

Uma mãe que viaja on 7 de maio de 2011 12:01 disse...

Obrigada Cinthia, para vc tbm, viu??
Feliz dia das Mães!!

"Raquel Curiel" on 11 de maio de 2011 17:17 disse...

Flor...

Desculpa a demora... Mais sempre leio seus comentários... Demorei porque ainda não estou 100% e estou com dor...

Mas obrigada pela força... Deus abençoe...

BeijOoOo

O Meu Melhor

Desde o começo

Blog Archive

 

Viagem de mãe ♣ ♣ ♣ Mamanunes Templates ♣ ♣ ♣ Inspiração: Templates Ipietoon
Ilustração: Gatinhos - tubes by Jazzel (Site desativado)