O nosso cocô de cada dia.


Um dia orkutando por aí me deparei com uma mãe.
Maravilhosa por sinal.
Ela tinha um filho q nasceu com uma doença q não sei ao nome. Sei apenas q é uma anomalia genética e q ele não conseguia fazer cocozinho, usava uma bolsa e era por ali q seu cocozinho saia.
Ela sofreu mais de um ano, o filho passou por inúmeras cirurgias e uma luta entre a vida e a morte. Já q essa anomalia costuma ser fatal.
Saber q seu filho estava vivo era um milagre diário. E como o risco de morte havia passado, começaram os sonhos novamente.
Nunca me esqueçi, penso nisso diariamente. Nunca esqueço o dia em q ela entrou na comunidade para comemorara q seu filho havia feito cocô. Um cocô q saiu pelas vias normais e durinho.
Nossa, o q era aquilo? O uma pessoa normal pensaria ao ler uma mãe contar aos sete ventos?: Meu filho fez cocô!!
E foi aí q eu conheci sua historia e foi assim, q todas as vezes q eu vi meu filho crescer, ao seu modo, à sua maneira q eu aprendi a comemorar.
Cada vitória, cada coisa banal, cada birra era vista como um progresso, como um: Olha, meu filho está aqui entre nós e manifestando sua insatisfação.
Ser mãe é isso, comemorar o cocô de cada dia.
Comemorar tudo como se o amanhã não existisse e se o ontem fosse algo ultrapassado, vencido e superado.
Desejo q vcs mães, q tem filhos especiais, q possam e consigam comemorar o cocô de cada dia de seus filhos. e as q não tem q comemorem os seus cocôs tbm, durinhos, sadios, pq isso não tem preço.

E para vc, q vê merda como merda mesmo. Q vc cresça e aprenda q cagar tbm pode ser mágico e sinonimo de muita felicidade.
Share |

3 comentários:

Juliana on 15 de agosto de 2010 21:35 disse...

Beta, você é demais!
HAHAHHAHAHAHAHAHAHAHAHAHA
Bjs

Dri - M³ - mãe, mulher & menina on 17 de agosto de 2010 10:25 disse...

Amei o post... e vamos comemorando o cocô dos pequenos (e os nossos também, porque não?) rs

Agora sério... eu comemoro mesmo cada cocô do Davi pq ele já foi bastante ressecado e era um sofrimento só.

Essa mãe é uma guerreira, viu, por acaso é de Brasília tb? Conheci um caso assim aqui.

A história do cocô eu já conhecia, é muito legal.
Beijocas

Lu Ivanike on 24 de agosto de 2010 07:47 disse...

É Beta!!!! Temos mesmo que comemorar o cocozinho de cada dia dos pequenos! Foi com histórias como essa que aprendi a agradecer todo dia pela saúde das minhas filhotas!!!
Beijokas

O Meu Melhor

Desde o começo

Blog Archive

 

Viagem de mãe ♣ ♣ ♣ Mamanunes Templates ♣ ♣ ♣ Inspiração: Templates Ipietoon
Ilustração: Gatinhos - tubes by Jazzel (Site desativado)