Vale a pena.


Algumas pessoas associam estável com estagnado, mas aqui não.
A estabilidade é sinônimo de progressos, grandes progressos.
Até tempos atrás nossa grande luta era aceitar, depois nos acostumar e hj  estamos apenas vivendo e sendo felizes.
Esse ano foi mto, mto diferente do ano passado.
No ano passado eu estava na crise de aceitação ,ainda estava de luto da dor de ter perdido meu filho e a minha vida. Algumas coisas estavam obscuras e eu não conseguia ter uma projeção de como seria a nossa nova vida, sendo assim, não conseguia imaginar que seria boa É engraçado como uma coisa coincide com a outra, esse ano foi totalmente diferente do ano passado, o mundo lá fora não mudou quase nada, mas o tanto que mudamos por dentro foi determinante para nossa felicidade.
Eu sinto uma coisa nova dentro de mim.
Uma visão diferente da minha relação com o Artur.
Uma relação diferente, mais interiorizada, mais nossa.
Uma relação que consegue deixar as dificuldades do mundo lá fora de lado e que ao mesmo tempo me enche de energia para lutar contra todas elas.
Eu me sinto madura e crescida como mãe do Artur.
A revolta passou, a dor também.
Sim!! É possível ser feliz tendo um filho autista.
E não teria como ser diferente convivendo com pessoas maravilhosas que a vida colocou a minha volta.
Todo mundo cresceu.
Minha filha continua um anjo, mas claro, um anjo que cresce na bondade e compreensão a cada dia.
Papai se tornou um exemplo de responsabilidade, de amor. Tenho muito orgulho de tê-lo ao meu lado.
A vida não é mais amarga, acho que hoje eu já posso dizer que eu não sou mais uma farsa.
Hoje eu sou quem eu sou. A mãe do Artur com diagnóstico de Espetro autista, em investigação de erros inatos no metabolismo que é um exemplo de superação e determinação.
Resignação, superação e realização seriam palavras legais para me definir hoje.
Como eu disse na postagem anterior, Artur é na medida exata para o que eu preciso. É a minha real lição de viver e finalmente, me vejo engatinhando para essa vida.
Nascemos juntos e estamos crescendo tbm.
Cada passo, cada conquista, cada vitória, eu aprendo a ser uma mãe no mundo dele e ele aprende ser o Artur do nosso mundo.
Tem sido tudo muito bom, estou muito feliz com NOSSOS progressos.
Vejo meu filho crescendo, me enchendo de tantas esperanças que são totalmente diferentes de espectativas.
Artur hoje sabe quem somos, sabe o que quer, escolhe o que gosta de fazer, canta suas músicas. Diz papai, vovó, diz Laura, Dá, vamos e principalmente, Artur aceitou viver em nosso mundo.
O mais importante disso tudo é não nos esquecermos que apesar disso, que mesmo aceitando estar em nosso mundo, ele tem dificuldades.
Antigamente Artur chorava e fazia birras por ter dificuldade de se comunicar, por não saber expressar o que queria, atualmente, Artur faz birras justamente por saber o quer e não conseguir.
Conseguimos fazer ele falar, conseguimos fazer ele escovar dos dentes, ele tomar remédios mesmo reclamando, conseguimos fazê-lo aprender tantas coisas tudo com amor e dedicação. Como valeu a pena.
Eu não quero mais sofrer por isso. Eu não quero mais sofrer por ser mãe do Artur.
Vou sofrer sim pq as coisas não são fáceis, pq o mundo realmente não é preparado para recebê-lo, mas hoje meu filho pode contar comigo pq sinto-me preparadíssima para lutar por ele.
O amor falou mais alto mais um vez em minha vida.
A paz tomou conta de meu coração.
A dor ficou para segundo plano.
Os desabafos continuam, nossa história também.
E eu quero todos vocês aqui comigo.
Ontem, hoje e sempre.

Share |

7 comentários:

ANDRESA disse...

fICO FELI9Z POR VCS, ESPERO QUE LOGO EU TBM ENCONTRE ESTE CAMINHO COM MEU BRYAN... MAIS SEI QUE ESTOU CHEGANDO LÁ. PARABÉNS MIL BEIJOS

Uma mãe que viaja on 29 de agosto de 2012 15:50 disse...

Amiga querida, quantas vezes tropecei, chorei, pragueije aqui e consegui. Tenho certeza de que vc tbm vai. Sou sua torcedora, vc sabe disso. Beijos

Mari Anikulapo disse...

Presente!

Nandah Lopes on 30 de agosto de 2012 17:15 disse...

Ai que bom que vc pensa assim, eu acompanho teu blog faz um tempo e sempre esperei pelo dia de vir aqui, e ler que teu filho ta falando, ta conseguindo se expressar, e esse dia chegou!!!Parabens pela sua força, é disso que teu menino precisa.Ele é seu, e mesmo com as dificuldades, ele vai se desenvolver, e vc vai ver cada vez mais o filho lindo que vc tem.Eu nao conheço vcs, provavelmente nunca passaremos na mesma rua, mais torço demais por vcs.Meu filho tinha suspeita de autismo, mais agora ja nao sei mais, a unica coisa que caracterizava é o atraso de linguagem, mais ja ta desenvolvendo bem.Meu filho mudou da agua para o vinho, nao sei o que aconteceu, mais agora que fez 4 anos ele esta no nosso mundo.Deus é fiel, e vai cudar do teu menino!!!

Priscila on 31 de agosto de 2012 00:46 disse...

Boa noite acabei de conhecer o seu blog e adorei, parabéns por ser guerreira e ter tanta dedicação ao seu filho, Deus está com vcs! bjos

Uma mãe que viaja on 3 de setembro de 2012 09:22 disse...

Nandah, mto obrigada pelo seu carinho, desejo que a possibilidade do diagnóstico de autismo se afastem de vcs ainda mais a cada dia, é possível sim ser feliz com ele, mas viver sem ele é uma dádiva ainda maior, beijos

Uma mãe que viaja on 3 de setembro de 2012 09:23 disse...

Prisicila, muito obrigada por embarcar nessa viagem comigo e pelo carinho.
Mtos beijos

O Meu Melhor

Desde o começo

Blog Archive

 

Viagem de mãe ♣ ♣ ♣ Mamanunes Templates ♣ ♣ ♣ Inspiração: Templates Ipietoon
Ilustração: Gatinhos - tubes by Jazzel (Site desativado)