CERTEZAS INCERTAS


Eu nem bem comecei a escrever e meus olhos já estavam cheios de lágrimas.
Acho que quem lê meu blog deve achar que eu deveria escrever novelas mexicanas ou que eu tenho pretensão de roubar a cena de alguma protagonista dela.
Depois do último post, eu e o Ro chegamos a uma conclusão: por mais q pareça estável, nossa vida está longe disso.
Temos filhos com necessidades e infelizmente a cada dia q passa fica evidente que não poderemos atendê-las.
Essa semana numa conversa com o Terapeuta Ocupacional do Artur, ele dizia q Artur teve alta da outra terapia devido a velocidade de sua evolução, em menos de um ano, sua coordenação motora atingiu os objetivos desejados. Mas será q são suficientes assim?
Ele falava tbm sobre o fato da cidade q moramos ser totalmente deficiente de profissionais e até mesmo uma escola q vá ajudar Artur em seu desenvolvimento.
E é triste concluir q não, não tem, nem se tivéssemos dinheiro para pagar terapeutas para atender nosso filho, não tería.
Eu não sou dessa cidade, moro aqui desde a adolescência e com o passar dos anos fui me obrigando a me acostumar com ela e acabou que me acomodei.
Lamento por ter deixado passar tanto tempo para concluir q essa cidade não serve para a minha família e não ter feito nada de relevante para ir embora daqui.
Mas, depois dessa nossa conversa, o Ro e eu decidimos que é hora de partir.
Admito que essa decisão tem um gosto de derrota, um sabor de medo.
Depois dos trinta anos, sem uma faculdade, concursados há mais de 10 anos, decidir ir embora, é apavorante, mas ainda assim, por nossos filho iremos tentar.
À princípio iremos tentar concursos públicos e quem passar primeiro segura a onda até o outro passar.
Sabe pq vamos?
Pq o governo pode pagar escolas especializadas para cuidar de nosso filho, escolas que vão estimular nosso pequenino e explorar ao máximo o seu potencial e ainda que não consigamos isso, teremos a chance de uma escola especial.
Pode até ser q estejamos iludidos, que crianças de cidades maiores passem por dificuldades como a q passamos, mas a intenção é melhorar a nossa questão financeira, q não ajuda.
Não sei se vai dar certo, mas eu preciso tentar por meus filhos.
Ano passado eu achei q ter um filho especial era apenas abdicar de meus sonhos, deixar todos os meus planos de lado, deixar de sonhar.
Enquanto o Ro falava sobre irmos embora, sobre estudar e mudar de vida, senti-me chorar por dentro pq vi q eu errei em algo, eu me deixei morrer.
É  verdade, qdo eu achei q era para desistir de sonhar, eu me deixei morrer, quando na verdade eu deveria mudar de sonhos. Eu até mudei, passei a desejar menos coisas, não ter grandes projetos sobre o desenvolvimento do meu filho, fui tirando a normalidade dos meus sonhos e errei muito nisso.
Fica a dica para quem está começando, para quem viu seus sonhos e projetos ruírem como eu vi os meus qdo o Autismo apareceu na minha vida.
Sentir-se morto interiormente é um choque de realidade doloroso demais.
Toda vez que me lembro da hora q despertei do sono profundo e que a vida mostrou-me a realidade novamente, não paro de sentir meu coração despedaçado, não paro de sentir lágrimas nos olhos e não paro de sentir medo.
Me vi imóvel. Achei q era somente parar com tudo, respirar o ar que meu filho respirava e q isso lhe daria qualidade de vida.
Como eu me enganei, felizmente, 'perdi' apenas um ano de minha vida.
Mas isso não soluciona nada.
Felizmente viver e respirar o mesmo ar que meu filho o fez crescer imensamente, vejo-o um propagador de amor e doçura onde quer q ele vá e observem: se no ano passado ficamos sem sair de casa pq não sabíamos lidar com ele, pq ele não se adaptava em lugar algum, hj, saímos tranquilos, nos preocupando apenas com a sua alimentação.
Progressos, progressos e progressos e as pessoas q são responsáveis pelos pogressos de Artur, tbm precisam progredir.
A certeza é de que algo precisa mudar, as incertezas é em como e qdo essas mudanças serão feitas.
Independentemente de como elas serão feitas, apenas confio e entrego minha vida nas mãos de Deus para que mesmo com todo esse medo todo q estou, Ele nos coloque no caminho certo.
Share |

1 comentários:

Beta on 29 de maio de 2011 23:07 disse...

É mto estranho vc dizer que seu blog parece novela mexicana, acho a msm coisa do meu as x, encontro aki uma verdade rara,não há personagem e gosto disso , gosto de ver pessoas que agem parecido comigo !!
Os ciclos nascem com prazo de validade então não se entristeza ...
Feche a porta , que uma nova janela está a espera de suas mãos e um novo aprendizado está por vir!

Beijos

O Meu Melhor

Desde o começo

Blog Archive

 

Viagem de mãe ♣ ♣ ♣ Mamanunes Templates ♣ ♣ ♣ Inspiração: Templates Ipietoon
Ilustração: Gatinhos - tubes by Jazzel (Site desativado)