Laços Eternos


Eu tenho muitas amigas e amigos na Internet e não posso reclamar.
Amigos que estão ao meu lado até por dois anos, alguns, pouco mais.
Isso sempre fez bem pra mim, na verdade, iluminou a minha vida,
eu cresci na frente desse computador, coisa que, sem o contato com
tantas pessoas, talvez levasse anos.
Uma dessas pessoas é a Leila.
Nos conhecemos numa comunidade de ajuda mútua. Eu queria ajuda e ela oferecia ajuda. Foi simpatia à primeira teclada.
Eu estava triste, muito triste, as coisas não davam certo e, todas as noites eu tinha sua companhia e seus olhos para me compreender.
Rolou uma simpatia gostosa, tomei a liberdade de chamá-la de mamis e ela nunca reclamou, mesmo sabendo q sou uma marmanja hehehehe
Eu andava meio carente de mãe e ela caiu do céu, naquele ano, na minha vida.
A gente ainda se fala muito, não mais todas as noites, pois hj eu me vejo mais atarefada, estou muito mais recuperada e não, nunca poderei negar que o ombro amigo dela, foi um grande antídoto para minha recuperação.
Nós mesmas notamos o quanto crescemos e mudamos nesses anos e é gostoso demais, compartilhar isso.
Hj, eu lembrei-me muito dela. Muito mesmo.
Qdo eu não estava bem, ela perguntou-me da Laura, eu disse q há dias não conversávamos direito, que eu estava muito triste e ela me disse: — Sua filha está crescendo, é hora de estreitar os laços, conquistar a confiança de sua filha, para amanhã. Precisam ser amigas, ela precisa confiar em vc.
Daquele dia em diante, lembro-me como se fosse hj e é assim até hj, que me aproximei mais de minha filha.
Lutei muito por esse laço, por esse apego que é diferente de um simples beijo e um eu te amo.
Ela me conta tudo, conversamos sobre tudo, ela me mostra tudo, eu olho pra ela e vejo que ela não tá bem, eu pergunto, a gente conversa e eu amo tudo isso.
Eu crio minha filha e me crio de uma maneira sadia, sabendo q eu não posso evitar dela sofrer suas dores, ter suas perdas, mas eu a crio, deixando bem claro q ela pode sempre, sempre mesmo, nesses momentos de crises, de perdas e dores, contar com meu amor, meu carinho e minha compreensão.
Hj, ela veio, pediu pra ficar coladinha, nos agarramos na cama.
Ela viu uma propaganda e começou a chorar.
Eu e o papai, notamos q havia algo de errado e perguntamos.
Nossa, foi tão bom, ela apenas disse q está apaixonada.
Não vou entrar em detalhes, é uma particularidade dela e eu quero respeitar,
pq na verdade o q me deixou feliz foi ela vir até nós, mostrar q está de certo modo sofrendo e nós, não nos sentimos impotentes. Nós dividimos nossas experiências com ela, sim, o papai e a mamãe.
Hj eu achei que estou agindo correto com minha filha.
Minha amiga Leila, acha q seus filhos não são como ela gostaria.
Hj, nos dois casos, eu sei q isso não quer dizer muita coisa.
Amanhã, minha filha pode se afastar de mim, não gostar do q eu diga, não dividir mais nada comigo, mas eu nunca deixarei de somar.
HJ, minha amiga Leila, acha q seus filhos não a ouvem.
Amanhã, seus filhos terão filhos, terão experiências para adquirir e tenho certeza de que, mesmo hj não concordando, sua mãe, será uma excelente referência para a criação de seus netos.
Isso é o q penso para mim, isso é o q penso pra vc. Obrigada Leila.


Share |

1 comentários:

LU MATHIAS on 25 de maio de 2009 11:09 disse...

Oi querida adorei te encontrar, sua amizade e carinho muito me alegra, parabens pelo Blog lindos os temas e textos que você postou...
Aproveiro a oportunidade para convidá-la a vêr as postagens que tenho feito...
Caso goste venha me acompanhar...
Boa semana...
Bjus... LUiza...

O Meu Melhor

Desde o começo

Blog Archive

 

Viagem de mãe ♣ ♣ ♣ Mamanunes Templates ♣ ♣ ♣ Inspiração: Templates Ipietoon
Ilustração: Gatinhos - tubes by Jazzel (Site desativado)